Mari Bley

Mari Bley é formada em História pela Universidade Federal de Santa Catarina onde iniciou seus trabalhos em cinematografia no Laboratório de Pesquisa em Imagem e Som (LAPIS) e no Núcleo de Antropologia Visual (NAVI) e em Direção Cinematográfica pela Escola de Cinema Darcy Ribeiro. Seus trabalhos desdobram­-se no limiar entre o cinema as artes visuais e a performance.

 

Como diretora de fotografia realizou os longa metragens "Bruta aventura em Versos" (2011 74') dirigido por Letícia Simões, "Burla" (2018 70') co-dirigido com Miss G, "Corpo do filho" (em produção) dirigido por Rita Piffer e os curta metragens "E o amor foi se tornando mais distante" (2013 8') dirigido por Alexandre de Moraes, "Corpos que escapam" (2013 12') dirigido por Angela Domini, "11011"(2018 7') dirigido por Rodrigo Abreu e Gabriela Monnerat, "Exu Rei - Abdias do Nascimento" (2017 21') dirigido por Barbara Vento, "Um domingo no MAM" dirigido por Letícia Simões, "Som do Aço" (2011 12') dirigido por Ethel Oliveira, "Perdigotos da discórdia" (2012 6') dirigido por Gurcius Gewdner.

 

Desenvolve trabalhos e pesquisas fotográficas/cinematográficas em diferentes suportes, digitais e analógicos, Produz processos químicos de revelação de negativos em diversas bitolas a partir de reagentes naturais como café, vitamina c e vinho, em 2018 ministrou a oficina "Laboratório de revelação manual com vinho Alentejano" na residência Oficinas do Convento em Montemor-o-Novo - PT.

Fotografou os videoclipes "Auto das bacantes" (2017) de Ava Rocha dirigido por Pedro Paulo Rocha, "Atlântico" (2012) de João Xavi, em colaboração com Igor Cabral dirigido por Igor Barradas, "Temporada" (2018) de Lisa K, as séries "Onde as idéias ideias - Ep. Sonia Gomes" (2019 Canal Curta) e "Café com Pimenta" (2018 Tv Ines) ambos dirigidos por Carolina Sá e as campanhas das marcas "Por um fio"(2017-18) de Carolina Medeiros, "O Grito bazar" (2018) de Thiago Neves e "Geme"(2017) de Gabi Monnerat.

 

Operou câmera nas séries "O Pais do Cinema" (2019 Canal Brasil) fotografado por Louise Botkay e dirigido por Marcello Ludwig Maia, "O som do Vinil" (2019 Canal Brasil) fotografado por Dora Jobim e dirigido por Gabi Gastal, "Poesia e Prosa com Maria Bethânia” (2017 ARTE1) fotografado por Jacques Cheuiche e dirigido por Gabi Paschoal, "Boas Vindas" (2014-18 GNT) dirigido por André Weller e Rodrigo Hinrichsen e no longa metragem "Divinas divas" (2017 110') fotografado por David Pacheco dirigido por Leandra Leal e no DVD "Cabeça Dinossauro" dos Titãs dirigido por Oscar Rodrigues Alves.

 

Trabalha também com obras de cinema expandido, instalações e artes visuais, em 2018 apresentou a instalação "Arco Reflexo" no Festival Linha de Fuga em Coimbra - PT. Membro ­fundadora do coletivo Eta Aquarídea entre 2011-17 colaborou com as performances "Instante constelado"(2011), "Truque de Luz"(2012), "Ovópera"(2014), Fogo Corsário"(2013), "Screen Tests"(2017).

 

Como realizadora e fotógrafa produziu os curta metragens "BR in CHEQ"(em finalização), "ItaúnaManajé - Interpretação e imaginário"(2009 10'), "Daqui tudo parece pequeno" (2013 8') "Como se quebram"(2019 11') ambos co-dirigidos com Lara Siqueira, "Inflamável"(2016 8') co-dirigido com o performer Rodrigo Abreu, "XV La force" co-dirigido com Gabriela Monnerat, Rodrigo Amim e João Bueno. Dirigiu o filme "Transverso"(2012 12') fotografado por Fabrício Tadeu.

Link:
https://vimeo.com/214435504

Contatos:

(21) 982783201

mariana.bley@gmail.com