Manoela Meyer

Manoela Meyer trabalha como freelancer em projetos audiovisuais, atuando nas áreas de produção, captação e edição.

 

É graduada em Jornalismo pela Universidade de São Paulo (USP) e em Ecologia pela Universidade Estadual Paulista (Unesp). Cursou “Teatro, Filme e Mídias” na Goethe Universität (Frankfurt, Alemanha) e “Direção de Fotografia” na Academia Internacional de Cinema (São Paulo).


Atualmente realiza pesquisa sobre as relações entre cegueira e audiovisual, que deu origem ao documentário “Escute…” – selecionado pelo edital Curtas Universitários 2014, do Canal Futura e Globo Universidade – e ao projeto “Sentirgrafia” – selecionado pelo edital Rumos 2015, do Instituto Itaú Cultural e ganhador do Prêmio Funarte Arte e Educação 2018. É co-fundadora do Crop Coletivo, grupo que estuda e realiza projetos de narrativas transmídias e interativas.


É possível destacar as seguintes participações em produções audiovisuais: direção e montagem de seis curtas- metragens para o projeto Sentirgrafia (“Carne”, “Em Trânsito”, “Encontro”, “Flâneur”, “Grãos” e “Solares”, todos de 2018); curtas do coletivo Somos + que 30, formado por mulheres para debater a “Cultura do Estupro”, como assistente de fotografia, câmera, produtora e montadora; documentários interativos/iDocs “Pedalei Até Aqui?” (Bug 404, 2015) e “Bixiga Existe” (Estúdio CRUA, 2017) como pesquisadora, programadora e cinegrafista; curta-metragem “No Pulsar da Linguagem” (Cláudia do Canto, 2017) como assistente de direção; curta-metragem “Transeunte” (Daniel Lolo, 2016) como assistente de arte; documentário “The Dead Fish Anglers” (Gabriela Aguiar, 2016) como cinegrafista.

Links:

https://manoelameyer.com.br/

Contatos:

(11) 96719-6748

manoelameyer@gmail.com