Irene Bandeira

Irene Bandeira é natural de Fortaleza - Ceará e atua como diretora de fotografia, realizadora e roteirista.

 

Formada em Comunicação social, possui diploma de extensão universitária na Universidade de Salamanca, Espanha, em Comunicação audiovisual.

 

Ex-aluna do Curso de Realização em audiovisual pela Escola pública de audiovisual da Vila das artes, iniciou sua incursão pelo audiovisual com o curta metragem A Rabeca, contemplado no Edital das Artes da SecultFor de 2011.

 

Fotografou o longa metragem "Canto dos ossos", de Petrus de Bairros e Jorge Polo (em fase de finalização) e os curtas metragens "A Brisa que penetra nas frestas do meu ninho" (2019) e "Superdance" (2017) , de Pedro Henrique, "Iracema mon amour", de Cesár Teixeira, "Boca de Loba" (2018), de Bárbara Cabeça, "Xique-Xique" (em processo de finalização), de Euzébio Zloccowick, dentre outros.

 

Em 2014 participou do Laboratório de Audiovisual do Porto Iracema das Artes, com orientação de Karim Ainouz, Marcelo Gomes e Sergio Machado, como roteirista do longa metragem BR 116 Ida juntamente com a realizadora Rúbia Mércia.

 

Irene também é sócia e uma das fundadoras da Caratapa Filmes, que atua em diversas linguagens na cidade de Fortaleza, realizando juntas diversos filmes de forma coletiva e colaborativa bem como instalações sonoras, música, artes visuais, dentre outros.

Link:

https://vimeo.com/246548881

 

Contato:

irenecbandeira@gmail.com