Alice Andrade Drummond

Mineira, residente em São Paulo, graduada em jornalismo e em cinema com habilitação em direção e direção de fotografia.

Dentre os projetos já realizados como diretora de fotografia se destacam os filmes:

El Mate, 80 min (2016), de Bruno Kott;  

A Passagem do Cometa, 19 min (2017), de Juliana Rojas;

Médico de Monstro, 12 min (2017), de Gustavo Teixeira (melhor fotografia no Oklahoma Cine Latino Film Festival); 

Plano Controle, 15 min (2018), de Juliana Antunes.

e as séries de TV: 

Transando com Laerte, de Claudia Priscilla e Pedro Marques 

Habitação Social - Projetos de Um Brasil de André Manfrim.

 

Atualmente finaliza os projetos que fotografou recentemente como o longa À Espera dos Bárbaros de Matheus Rufino; os curtas de Ana Flavia Cavalcanti e Julia Zakia e Miraí de Ricardo Alves Júnior. 

 

Como diretora realizou os curta-metragens Mesmo com Tanta Agonia (2018), vencedor dos prêmios ABRACCINE e Canal Brasil de melhor curta metragem, melhor atriz e melhor fotografia no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro - 2018, e Sem Você a Vida é Uma Aventura (2015), vencedor dos prêmios de melhor filme no Curta Cinema - RJ e na Semana Paulistana do Curta-Metragem - SP, exibido em diversos festivais pelo país e mundo. Atualmente finaliza o curta ensaio Profundizando la Accion Revolucionaria de la Mujer e fotografa e co-dirige o longa Derrama, em parceria com Matheus Rufino e João Pedro  Bim.​

​​
Site:

https://www.aliceandradedrummond.com/

Contato:
aadrummond@gmail.com